fechados em casa! e agora?

Atualizado: Abr 2

muitos de nós escolhemos ficar em casa. por iniciativa própria ou por obrigação. são tempos instáveis e carregados de incerteza para todos. o mundo mudou drasticamente e levou-nos junto. é tempo de parar, adaptar e reflectir. mas também é uma oportunidade que o universo nos deu para expressarmos gratidão pela nossa casa que nos acolheu e por termos tempo para finalmente a organizarmos.






para ajudar à festa, chegámos à primavera. a primavera representa novos começos e novos ciclos. podemos aproveitar a sua chegada para limpar e organizar a casa. esta entrega é uma forma de trazer paz e calma ao nosso espaço, como também ao nosso corpo e cabeça.


para mim, teve um grande impacto.


escolhi mudar de casa e ir para um sítio mais isolado. a escolha do que tinha que levar e organizar não foi fácil, pois não sabia quanto tempo ia ficar fora e quando poderia regressar à minha casa. mas esta mudança fez-me perceber que tenho novas possibilidades e que, mais uma vez, eu sou a principal responsável pelas minhas escolhas e decisões de vida. às vezes esquecemo-nos.


levar o essencial fez-me perceber, que não precisamos de muito e geralmente usamos 1/3 do que temos nos nossos armários, nas nossa gavetas e nas nossas casas. deu-me vontade de passar mais uma vez pelo processo konmari. eu mudei, a vida mudou e estou pronta para passar pelo processo novamente, quando regressar assim o farei. até lá, vivo com o essencial na "nova casa".


estar isolada em casa trouxe-me muitas coisas boas. deu-me tempo para questionar a fundo qual o meu propósito; se estou a vivê-lo; se estou a entregar o melhor de mim; se estou a fazer o que quero; se estou a manter as pessoas certas na minha vida; se tenho as melhores rotinas; fez-me questionar tudo.


acredito que esta quarentena trouxe estes questionamentos a todos nós.


a quarentena fez-me falar mais com os meus. deu-me foco para entrar a fundo em projectos que tinha pendentes e que podem ser transformadores para a minha vida. fez-me ter uma rotina com calma. fez-me perceber quem é importante na minha vida. fez-me sentir gratidão pela liberdade que todos temos. trouxe-me trazido muitas coisas positivas e são nessas que me foco.


agora, concentrados em organizar e como podemos pôr em prática esse plano?


recomendo

antes de começarem, reflitam um pouco como querem que seja a vossa casa. vivam o presente. não sabemos exactamente como serão os próximos tempos. organizem a pensar no hoje. como ter a casa o mais funcional e pratica passando 24 horas nela?


inspirem-se

têm tempo para passar aquela horinha no pinterest sem sentirem culpa. criem uma pasta com imagens inspiradoras. guardem as imagens de interiores e exteriores. normalmente essas imagens inspiradoras não estão cheias de tralha. tomem atenção como estão organizadas e decoradas, podem copiar!


depois de terem as vossas inspirações

é hora de pôr as mãos na massa. definam quantas horas por dia querem organizar a casa. a família toda vai participar ou vão fazer tudo? é importante planearem as refeições e as pausas, porque muitas vezes quando entramos neste processo intensivo de organização, perdemos a noção de horas e depois paramos esfomeadas e só comemos porcarias.


organizar refeições

o que funciona para vocês? cá em casa fiz a lista de tudo o que tinha e desenhei um plano de refeições semanal. tentei diversificar ao máximo os ingredientes e tentar acabar tudo antes de ir ao supermercado.


a nossa querida roupa.

tirem tudo dos armários, das gavetas e dos bengaleiros. é a hora da verdade. vai ser um confronto? sim! vai ser um choque ver a quantidade de roupa que temos na nossa vida? sim! mas vai também ser transformador, porque nos vai fazer reflectir sobre aquilo que usamos, gostamos, nos faz sentir bem e confiantes.

colocar questões como: há quanto tempo tenho esta peça? qual a regularidade de utilização? voltaria a comprar? são perguntas que nos facilitam o processo de decisão.


exemplo: roupas que nunca usámos porque não assentam bem ou porque nos ofereceram e temos pena de deitar fora. deixe ir com gratidão e agradeça o papel que teve na sua vida.


livros

vamos reflectir sobre os livros que já lemos, os que vamos ler e os que nunca vamos ler? porque os mantemos? foram especiais na nossa vida? são decorativos? são técnicos?


aqui, e como em todas as categorias, o processo é semelhante. tirar tudo cá para fora. acordar os livros, como a Marie Kondo recomenda. há livros que representam uma fase da nossa vida quão a qual já não nos identificamos. livros que nos ofereceram, mas não nos dizem nada. liberte todos esses, ponha de lado, e quando tudo voltar à normalidade, pode doá-los.

exemplo: livro de receitas que nunca utilizámos.


documentos e papelada

categoria cansativa. precisa de foco, concentração e disposição. pegar em tudo o que temos e colocar sobre uma mesa grande. é preciso estar confortável, com água e snacks por perto. vai precisar. faça as suas categorias. as mais comuns são: pendentes. utilizados frequentemente. raramente utilizados. aqui devemos aplicar o mindset paperless - deitar fora tudo aquilo que não é importante. saber a legislação e quanto tempo devemos guardar os papéis. certificados e contratos importantes manter. muitas coisas podemos digitalizar.


perfeito para tratar de assuntos pendentes.

eu, por exemplo, fiz uma lista de tudo o que tenho que resolver durante a "fase corona" e tudo o que preciso de resolver "pós-corona". deu-me uma sensação de controlo e não tenho que ter tudo na minha cabeça. descarregar para uma lista tudo o que nos vem à cabeça é libertador.


organizar cozinha e casa de banho.

ver a validade de todos os produtos, organizar por categoria em caixas. os mais utilizados sugiro estarem mais acessíveis. os menos utilizados menos acessíveis. durante esta organização, olhe para tudo com novos olhos. às vezes uma caixa perdida pela casa, pode estar a ser utilizada com uma nova função.


falo aqui sobre organizar a cozinha e aqui sobre organizar a maquilhagem. vão lá espreitar se precisarem de ajuda nestas categorias.


organização digital

sim! este momento é perfeito para tirarmos uma horinha por dia ou mais para organizar o computador, o disco externo, o telefone, as drives. definam como querem ter as pastas - por categoria ou por data, apaguem as fotografias duplicadas, apaguem ficheiros não importantes, organizem o desktop e a pasta de downloads. para terminar, façam o backup de tudo.


neste artigo explica passo a passo como organizar a nossa vida digital.


itens sentimentais.

durante a organização vão deparar-se com itens que são sentimentais. que não têm utilidade prática, mas que vos fazem felizes e querem manter na vossa vida. são os itens sentimentais. há roupa que é item sentimental. há livros que são itens sentimentais. tudo pode ser um item sentimental. depende de cada um e reflecte a nossa história e os nossos valores. em vez de tê-los espalhados e perdidos pela casa, opte por colocá-los numa caixa especial todos juntos ou como elementos decorativos, se fizer sentido para si.


exemplo: se calhar o primeiro dentinho de leite do seu filho, fica estranho como item decorativo, mas sejam criativos :)


organizar fotografias e fazer aquele álbum de fotografias eternamente pendente

o álbum de fotografias é um bom exemplo também. aquele que está eternamente por fazer: chegou o momento certo. relembre momentos e experiências e faça ou organize o seu álbum de fotografias. recomendo organizar por data para ajudar a encontrar algum episódio especial da sua vida.


o que pode fazer além de organizar:


jornada de filmes, documentários e séries - sem culpa

gostava muito de ver aqueles filmes clássicos ou aquela série que toda a gente amou e você nunca viu? agora tem tempo para ver tudo isso e o que quiser. poderá pôr em dia as séries, filmes e documentários que estão na sua lista há muito tempo.


tratar de si

fazer máscaras hidratantes para o cabelo, pele ou corpo? ninguém tinha tempo para isso. agora todos temos. após organizar os seus produtos de higiene e beleza, faça uma caixinha ou cesto com todos aqueles que quer utilizar no seu momento spa quarentena.


pintar ou desenhar

pintar ou desenhar estimula o nosso lado criativo. põe o nosso foco em algo diferente e ajuda-nos a concentrar. experimente começar por desenhar uma natureza morta, monte num tabuleiro frutas e legumes que tenha em casa e faça um desenho ou pintura à vista. com este exercício, acorda o artista que há em si. pode fazer em família também, tenho a certeza que vai ser divertido.


jogos de tabuleiro ou puzzles

preciso de explicar? acho que não. além de estimular a nossa capacidade de concentração e raciocínio, ajuda a passar o tempo de uma forma divertida.


ligar e pôr a conversa em dia com amigos e familiares

raramente tinha tempo para ligar àquela amiga que vive no estrangeiro ou àquele primo que vê uma vez por ano? é agora o momento. além dos contactos regulares com as pessoas mais próximas da nossa vida, agende um tempinho na sua rotina de quarentena para ligar às pessoas de quem mais gosta.


meditar e ouvir o corpo

no meio de tanta informação e partilhas do mundo inteiro, vamos precisar de parar e ouvirmos o nosso corpo. usar a meditação para isso é uma excelente escolha. existem aplicações como a headspace ou outras que nos ajudam a pôr a meditação na rotina da nossa vida. em quarentena ou não.


fazer exercício

agora não há desculpas! existem vídeos, lives e planos gratuitos neste mundo virtual que nos guiam para manter o exercício físico uma prática regular na nossa rotina. defina um bloco de tempo na sua agenda para fazê-lo. os nossos níveis de serotonina e de endorfina vão aumentar para nos darem mais bem-estar e ajudar a reduzir o stress e ansiedade.


reflectir sobre a vida e sobre o que é importante

é normal, todos nós, durante esta temporada, sentirmo-nos um pouco (ou muito) perdidos e sem rumo. a realidade mudou a 100% e fomos obrigados a adaptar tudo na nossa vida. escrever sobre o que sentimos e o que queremos, pode ajudar. escrever aquilo por que somos gratos. escrever sobre o que é o mais importante na nossa vida. escrever sobre o que queremos ser; o que queremos fazer; o que queremos sentir; o que vamos fazer; quando tudo voltar à normalidade; que rotina queremos ter. o que aprendemos e estamos a aprender nestes dias de quarentena. faça um pequeno diário com todas estas reflexões, para um dia mais tarde recordar.


com estas sugestões todas, tenho a certeza que a quarentena vai ser um momento transformador na sua vida. e quando terminar, leve consigo um pouco das novas rotinas. ou todas.

286 visualizações

saber mais

newsletter

contacto

rafaela garcez® todos os direitos reservados 2020