5 FORMAS DE ARRANJAR MAIS ESPAÇO SEM SER PRECISO COMPRAR UMA CASA NOVA

Na maioria dos casos, as pessoas deparam-se com problemas de espaço. Mesmo após uma dedicada seleção do que têm ou depois de comprarem caixas e armários, por vezes as casas são pequenas e aparentemente não há grande solução.

download.jpeg

Partilho com vocês as minhas sugestões para termos um lar mais espaçoso e leve, sem termos que comprar uma casa nova nem que gastar muito dinheiro.

1. MÓVEIS MULTIFUNCIONAIS

A minha primeira sugestão é aproveitar os móveis existentes e transformá-los em soluções multifuncionais para ganhar mais espaço. Pode ser um pousa-pés ou puff rígido, que possa funcionar também como mesa de centro ou uma cama onde seja possível aproveitar o espaço de baixo, para colocar caixas com o que não usa regularmente, como almofadas extra ou bolsas de viagem.

2. PAREDES E ALTURAS

Quadros e molduras são ótimos elementos decorativos, mas também pode aproveitar o espaço das paredes para arrumação. Prateleiras e vasos pendurados pelo teto são algumas sugestões para optimizar estas áreas, por vezes esquecidas e tão importantes na organização da sua casa.

3. INTERIOR DE ARMÁRIOS

Os interiores das portas dos armários da cozinha, dos roupeiros ou da dispensa são excelentes aliados na hora de aproveitar o espaço. Coloque ganchos (adesivos para não furar) e aproveite para pendurar a esfregona, a vassoura, o cabo do aspirador, caixas com utensílios que usa mais regularmente, sacos de plásticos, etc.

4. UPGRADE DO ROUPEIRO

Sem ser por medida, é muito difícil encontrar roupeiros com uma organização que valorize e optimize o espaço disponível. Ou têm prateleiras muito altas, ou pouco varão, ou muito varão, ou gavetas com pouca altura, ou poucas gavetas. É impossível que um roupeiro funcione para todas as pessoas. Quando tem espaço vazio em altura, por exemplo na zona inferior da área do varão ou tem as prateleiras com uma grande altura, experimente colocar uma caixa que ocupe a altura total para utilizar como gaveta e ao mesmo tempo, criar harmonia visual.

5. ESPAÇOS ESQUECIDOS NAS COZINHAS

A cozinha ideal depende de cada pessoa, mas existem regras simples para um bom funcionamento da cozinha e do ato de cozinhar. Ter os utensílios essenciais à mão é uma delas. Existem soluções maravilhosas de organização de parede que lhe podem poupar algum tempo, como um íman para facas, um apoio para detergente e esponja, varão para pano da loiça ou apoio para as especiarias. Desta forma estará a desocupar o balcão da cozinha, a torná-lo mais leve e a facilitar a limpeza do mesmo.

Olá! eu sou a Rafaela.

Apaixonada por organização acredito que a organização transforma a vida das pessoas. Proponho viver em espaços conscientes, para estarmos em harmonia com o que temos e onde vivemos.

Sabem aquela cadeira que muitos de nós tem no quarto com uma montanha de roupas que usámos uma vez, não queremos guardar no armário, chega um dia e pomos tudo para lavar? E aquela camisola dada pela nossa mãe que nos assenta horrivelmente mas nunca nos desfazemos por apego e fica anos e anos no fundo da gaveta esquecida? São estes bloqueios simples e comuns que quero explorar, apresentando soluções possíveis, propondo uma vida mais simples, com menos coisas e mais significado. Vamos a isso?

2018-06-04 14.18.54.jpg

O meu foco é ajudar as pessoas a organizarem os seus espaços de forma a ficarem com o que lhes é essencial. Se vivermos em espaços conscientes, organizados e minimalistas a nossa vida torna-se mais simples e feliz. O que é isto de espaços conscientes e minimalistas? Não são casas com uma cadeira e uma colher, são sim espaços com objetos que nos façam felizes, que tenham utilidade e significado para nós. Significado é a palavra de referência durante qualquer processo de organização e transformação do espaço. Precisamos de perceber o significado dos objetos tem na nossa vida. Comece por colocar estas questões a todos os itens que tem em casa:

FAZ-ME FELIZ?

Ao olharmos para o nosso vestido preferido, para uma almofada confortável ou para um desenho dado por alguém especial, percebemos rapidamente quais os objetos que nos fazem felizes.

TRAZ-ME BOAS RECORDAÇÕES?

Nem todas as recordações são para manter. Aquelas que nos fizeram felizes, mas agora já não fazem mais sentido manter, tem carta-branca para ir embora.

FAZ-ME SENTIR BEM?

Aqueles sapatos de salto alto para usar apenas cinco minutos ou aquelas calças que só assentam bem de manhã quando ainda não comemos nada, não são itens que nos fazem sentir bem. Não estamos neste mundo para usar roupa ou sapatos que nos façam sentir desconfortáveis. Agradeça e despeça-se delas.

REPRESENTAM AQUILO QUE SOMOS?

Temos muita roupa porque sim. Aquelas peças que vivem anos no nosso armário mas nunca usamos porque não nos identificamos com elas, mas achamos que um dia para um evento especial poderá ser útil (mas esse evento nunca aparece), são peças que não representam o que somos e só ocupam espaço.

POTENCIALIZAM O MELHOR DE NÓS?

Seja por uma questão física - tipos de corpo, cores ou formatos - ou por uma questão mais psicológica - "sinto-me confiante" - há roupas que potencializam o melhor de nós e são essas que devemos manter, acarinhar e valorizar. Mais dessas roupas e menos roupas que não nos dizem nada!

Organização do espaço de trabalho

Por vezes sentimo-nos desmotivados, stressados ou pouco focados no trabalho que temos a realizar, mas raramente paramos para pensar e perceber que uma das principais razões é a falta de organização do espaço onde trabalhamos. Seja em casa ou no escritório a organização e otimização do espaço onde trabalhamos tem relação direta com a nossa produtividade.

7 passos para organizar o seu espaço de trabalho:

 
organização-escritórios.jpg
 

1  Retire tudo da sua mesa de trabalho e limpe-a.

2  Categorize e questione a funcionalidade de cada objeto.

3  Organize os papéis por: guardar, resolver ou deitar fora. Guarde somente os papéis que são realmente importantes. Em relação ao papéis por resolver é necessário que fiquem visíveis e sejam resolvidos no próprio dia ou na mesma semana (vai-se sentir aliviado e produtivo com esta simples tarefa).

4  Canetas e mais canetas. Sempre que organizo um espaço de trabalho percebo a quantidade exagerada de canetas que acumulamos. A minha sugestão é testar cada caneta, confirmar se está em bom estado e se a vai utilizar alguma vez. Se as respostas forem negativas, deite-as fora.

5  Defina um local para cada objeto e sempre que o utilizar coloque-o novamente na sua origem. Se demorar 1 minuto à procura de algo é tempo perdido.

6  Recordações. As recordações são especiais para todos nós, mas se tiver um espaço de trabalho repleto de recordações, desenhos, brindes, etc... são mais um elemento de distração e que o fazem perder o foco. Escolha um ou dois objetos que o façam sentir feliz, os restantes guarde na caixa das recordações.

7  Manutenção. Experimente definir 10 minutos, uma vez por semana para reorganizar os papéis e objetos da sua mesa de trabalho. É uma pequena rotina que vai ter uma proporção bastante significativa no seu dia-a-dia profissional e mental.